Escrito em por . Atualizado em 12/06/2017 18:05h.

LEIA EM PDF

Irã

A Frente Parlamentar Mista para Refugiados e Ajuda Humanitária e a Associação Nacional de Juristas Evangélicos, por seus respectivos representantes, vem, através do presente expediente, expor ao Governo Brasileiro, à Comunidade Internacional e, sobretudo, ao Governo e à população civil da República Islâmica do Irã, as suas condolências e o seu repúdio com relação ao que adiante se explicita:

1) De acordo com agências de notícias internacionais, na última quarta-feira (07/06), homens armados realizaram dois ataques em Teerã, tendo como alvos o Parlamento Iraniano e o mausoléu do Aiatolá Khomeini, importante figura nacional. Ao todo, 12 pessoas foram mortas e 46 feridos[1].

2) No atentado ao Parlamento, houve tiroteios e os terroristas foram mortos. No atentado ao mausoléu, por sua vez, um homem-bomba se explodiu e outro foi morto a tiros. Cerca de 6 terroristas foram mortos e 5 pessoas detidas.

3) A autoria do atentado foi reivindicada pelo grupo terrorista Estado Islâmico, sendo o primeiro atentado do grupo sunita no Irã, um país majoritariamente xiita e que não presenciava um atentado terrorista desde a Revolução Islâmica de 1979.[2]

4) Desse modo, expressamos o nosso repúdio a toda forma de violência empregada por grupos terroristas transacionais, sobretudo pelo Estado Islâmico, cujos atentados, tanto em países do Ocidente quanto do Oriente Médio, têm crescido consideravelmente nos últimos dias de Ramadã, período de jejum especial para muçulmanos do mundo todo.

5) Assim, lamentamos profundamente os acontecimentos recentes no Irã e oferecemos as nossas condolências e sentimentos ao Governo Iraniano, bem como aos familiares e amigos das vítimas. Aproveitamos a ocasião para ressaltar a ameaça que o terrorismo baseado em versões radicais do Islã representa à ordem e justiça no cenário internacional. Por isso, chamamos a atenção do Brasil e da comunidade internacional como um todo para continuarem a combater o terrorismo e buscarem meios mais efetivos de promoverem a paz e a tolerância religiosa.

6) Por fim, parabenizamos ao Governo Brasileiro que, por meio do Ministério das Relações Exteriores, manifestou-se repudiando os atentados recentes. O Brasil é um país diverso e multicultural, no qual todos os credos e matizes religiosos têm o seu direito à liberdade religiosa assegurados por lei, por isso é imprescindível que busque promover essa tolerância também em âmbito internacional e se envolva de modo mais eficaz no combate ao terrorismo, sobretudo diante dos fatos recentes.

  Brasília- DF– Brasil, 08 de junho de 2017.

Deputado Federal Leonardo Quintão
Presidente
Frente Parlamentar Mista para Refugiados e Ajuda Humanitária

 

Dr. Uziel Santana dos Santos
Presidente
Associação Nacional de Juristas Evangélicos –(ANAJURE)

 

Dr. Jonas Moreno
Diretor para Refugiados e Ajuda Humanitária
Associação Nacional de Juristas Evangélicos –(ANAJURE)

 

________________________________

[1] THE NEW YORK TIMES. At Least 12 Killed in Pair of Terrorist Attacks in Iran. Disponível em: <https://www.nytimes.com/2017/06/07/world/middleeast/iran-parliament-attack-khomeini-mausoleum.html?_r=0>. Acesso em 08 de junho de 2017.

[2] BBC BRASIL. Irã é alvo de primeiro atentado desde Revolução Islâmica de 1979. Disponível em: <http://www.bbc.com/portuguese/internacional-40187075>. Acesso em 08 de junho de 2017.