Escrito em por . Atualizado em 30/06/2017 15:18h.

bandeira-IrãEm 14 de junho, Yousef Nadarkhani, Mohammadreza Omidi, Yasser Mossayebzadeh e Saheb Fadaie foram convocados para o 26º Tribunal Revolucionário de Teerã. Os oficiais do tribunal local não foram capazes de chegar a um veredicto, por isso o caso foi transferido de Rasht para Teerã no início deste ano, onde o juiz Ahmadzadeh ficou responsável por sua avaliação.

Durante a audiência, o juiz informou aos homens que, no prazo de 20 dias, o tribunal iria emitir um veredicto relativo à acusação contra eles de “agir contra a segurança nacional”.

Os homens foram presos em 13 de maio de 2016  juntamente com seu pastor, Yousef, enquanto celebravam a comunhão. Houve duas audiências no caso deles até agora. Além da acusação de agir contra a segurança nacional, Yasser, Saheb e Mohammadreza foram acusados de consumo de álcool porque beberam do vinho da comunhão e, em 10 de setembro, foram condenados a 80 chibatadas. Eles apelaram contra a sentença essa sentença e aguardam um veredicto final.

Os cristãos iranianos pedem oração para que:

  • Os quatro homens serão absolvidos da acusação de agir contra a segurança nacional;
  • O juiz revogue a sentença de 80 chibatadas;
  • O Tribunal Revolucionário e os juízes deixem de intimidar os convertidos cristãos e respeitem o direito de todos no Irã à liberdade religiosa; e,
  • Todos os funcionários envolvidos possam exercer a misericórdia, agir com justiça, aprender sobre Jesus e escolher segui-Lo.

_____________________________
Fonte: Middle East Concern 
Por: Redação l ANAJURE