Escrito em por . Atualizado em 01/11/2017 17:52h.

A police officer secures an area where flowers are left on November 1, 2017 near the site of a terror attack in New York on the previous day. The pickup truck driver who plowed down a New York cycle path, killing eight people, in the city's worst attack since September 11, was associated with the Islamic State group but "radicalized domestically," the state's governor said Wednesday. The driver, identified as Uzbek national named Sayfullo Saipov was shot by police in the stomach at the end of the rampage, but he was expected to survive. / AFP PHOTO / Jewel SAMAD

[Foto: Americanos deixam flores no local do atentado / Jewel Samad/AFP]

Oito pessoas foram mortas e onze ficaram feridas no atentado terrorista ocorrido na tarde desta terça-feira (31) em Nova York. Segundo testemunhas, um homem jogou uma caminhonete contra pedestres e ciclistas numa ciclovia movimentada do bairro de Manhattan e só parou ao bater em um ônibus escolar. Em seguida, ele saiu do veículo gritando: “Allahu Akbar”, que em árabe significa Deus é grande, e foi quando um policial conseguiu baleá-lo.

A polícia de Nova York identificou o autor do atentado como Sayfullo Saipov, um homem de 29 anos. Nascido no Uzbequistão, ele morava nos Estados Unidos desde 2010. O acusado havia planejado o ataque por semanas e cometeu o ato em nome do Estado Islâmico.

Entre os oito mortos no atentado estão uma cidadã belga, dois americanos e cinco argentinos que eram integrantes de um grupo de dez ex-alunos da Escola Politécnica de Rosário (Argentina). Eles estavam festejando 30 anos de formatura em NY. Os onze feridos já estão fora de perigo.