Escrito em por . Atualizado em 21/04/2019 16:15h.

SRI LANKA

[Leia em PDF aqui]

A ANAJURE – Associação Nacional de Juristas Evangélicos, por seus respectivos representantes, vem, através do presente expediente, expor ao Governo Brasileiro, à Comunidade Internacional e, sobretudo, ao Governo e à população civil da República Democrática Socialista do Sri Lanka, as suas condolências e o seu repúdio com relação ao que adiante se explicita:

1) Hoje, domingo de Páscoa (21/04), uma série de oito atos terroristas coordenados tiveram como alvo a minoria cristã do Sri Lanka. Os atentados ocorreram nas cidades de Negombo, Batticaloa, e na capital Colombo. Conforme apontado por fontes internacionais, explosões, com o provável uso de homens-bomba, teriam sido utilizadas para atingir três igrejas católicas durante as cheias missas pascoais. Por fim, uma segunda onda de violência atingiu hotéis. Somam-se mais de 200 mortos e 500 feridos até o momento.[1]

2) Não houve ainda nenhuma manifestação quanto a autoria dos ataques. Entretanto, é consenso tratar-se de um ataque terrorista, conforme apontado pelo Alto Comissariado do Sri Lanka para as Nações Unidas.[2] Estão presentes no país grupos radicais islâmicos, como o National Thowheeth Jama’ath (NTJ). O grupo fez-se conhecido no ano passado por ataques contra monumentos e estátuas religiosas budistas. Agências de inteligência estrangeiras apontaram, no dia 11 de abril, a possibilidade de o NTJ estar planejando atentados contra igrejas no país.[3] Todavia, não se afasta a possibilidade de outros grupos radicais estarem envolvidos na tragédia, tendo em vista a instabilidade do país que ainda recupera-se da cruel guerra civil que assolou a nação entre 1983 e 2009.

4) Diante dos fatos, a ANAJURE expressa o seu repúdio a mais esse episódio de grave violação aos direitos humanos e às liberdades civis individuais, sobretudo, à liberdade religiosa. Ao mesmo tempo, se solidariza com os amigos e familiares das vítimas e pede que o governo cingalês tome as medidas necessárias para punir os responsáveis e garantir a liberdade de culto da minoria cristã e outras comunidades religiosas minoritárias.

5) Por fim, pede ao governo brasileiro que, por meio do Ministério de Relações Exteriores – Itamaraty, manifeste-se condenando o ocorrido. É imprescindível que, como parte de sua nova política externa, o país empenhe-se ainda mais com a promoção e proteção internacional da liberdade religiosa e o combate ao terrorismo, principalmente contra minorias religiosas.

Brasília – DF, 21 de abril de 2019

Dr. Uziel Santana dos Santos

Presidente

Associação Nacional de Juristas Evangélicos – (ANAJURE)


[1] https://www.nytimes.com/2019/04/21/world/asia/sri-lanka-explosion.html

[2] https://edition.cnn.com/asia/live-news/sri-lanka-easter-sunday-explosions-dle-intl/index.html

[3] https://www.telegraph.co.uk/news/2019/04/21/behind-sri-lanka-bomb-attacks-many-britons-dead-everything-know/