Escrito em por . Atualizado em 24/05/2018 16:47h.

Logo-2016-x31-e1458335303727

cropped-02-LOGO-RELEITURA-UIECB-POR-W.OMMAN_-1

A Associação Nacional de Juristas Evangélicos (ANAJURE)  parabeniza a  Igreja Congregacional no Brasil pelos seus 150 anos de história, reconhecendo a grande contribuição para o desenvolvimento social do nosso país que esta denominação tem proporcionado. Fato que também foi reiterado hoje pela Câmara dos Deputados, em sessão solene que homenageou os 150 anos do congregacionalismo no Brasil. Na ocasião, os Pastores Sérgio Paulo e Márcio Leal, representando respectivamente a Aliança Evangélica das Igrejas Congregacionais no Brasil e a União das Igrejas Congregacionais no Brasil (UIECB) proferiram discursos.

O trabalho congregacional chegou em nosso país através do missionário escocês Robert Reid Kalley que após ler  o livro “Reminiscência de Viagem e residência no Brasil ” de Daniel P. Kidder, bem como seu apelo à Sociedade Bíblica Americana para o envio de missionários ao território brasileiro, sentiu o forte desejo de desenvolver um trabalho missionário aqui . Ele e sua esposa Sarah  Poulton Kalley chegaram no Rio de Janeiro em 1855, e no dia 10 de maio do mesmo ano fundaram a “Igreja Fluminense”,  a qual foi  a  primeira Igreja Evangélica de estilo congregacionalista e de fala portuguesa  no Brasil . Em 19 de agosto os missionários realizaram um feito histórico:  a primeira Escola Dominical  em solo brasileiro,  na cidade de Petrópolis – RJ.  Desde então a Igreja Congregacional se expandiu e oficializou-se como denominação num Concílio Geral realizado de 6 a 10 de julho de 1913,  tendo como seu primeiro presidente o Reverendo Alexander Telford.  Atualmente a Igreja Congregacional vem se expandindo e colaborando de forma significativa para a sociedade brasileira.

Tendo em vista o nosso trabalho na promoção e defesa das Liberdades Civis Fundamentais, nos alegramos com esta data e ressaltamos a importância da tradição congregacional para o fortalecimento do pluralismo e dos valores democráticos na sociedade brasileira, levando em consideração a forma de governo eclesiástico adotada pela denominação. Salientamos também o grande apoio que tanto a Aliança das Igrejas Congregacionais no Brasil como a UIECB tem dado à ANAJURE ao longo dos nossos cinco anos de atividades. Apoio esse demonstrado a projetos que visam à defesa dos valores cristãos na sociedade, atuando não apenas no Brasil, mas também internacionalmente.Dentre eles, destacamos o Programa de Apoio Denominacional (PADD) e o ANAJURE Refugees, o qual tem sido responsável pelo acolhimento de refugiados no Brasil e pelo oferecimento de ajuda humanitária em contextos de guerras e de violações generalizadas de direitos humanos na América Latina e no Oriente Médio.

Dessa maneira, nos colocamos à disposição das igrejas congregacionais para servi-las no que for necessário, a fim de que deem continuidade  esse importante legado em nosso país. 

Nossas sinceras felicitações!