Escrito em por . Atualizado em 01/11/2018 11:55h.

sudao

Cristãos sudaneses pedem oração por um grupo de 12 crentes presos em Nyala, no sul de Darfur, no dia 13 de outubro. Oficiais do Serviço Nacional de Inteligência e Segurança (SNIS) entraram em uma casa onde eles estavam se reunindo, perguntaram se eles eram cristãos, e os detiveram quando eles responderam afirmativamente. Três dos cristãos já eram inicialmente cristãos e foram posteriormente libertados. Os outros nove são convertidos do islamismo.

No dia 21 de outubro, oito dos nove foram libertados após severos espancamentos e a promessa de sua liberdade se eles negassem sua fé. Tendo se retratado sob extrema pressão, eles foram acusados de “perturbar a paz” e libertados depois que uma multa foi paga.

O líder do grupo, Tajadin Idris Yousef, se recusou a se retratar. Foi-lhe dito que ele será acusado de apostasia. No dia 22 de outubro ele foi libertado na pendência de uma audiência e é obrigado a se reportar a uma delegacia de polícia local a cada três dias. Ele foi avisado verbalmente que a primeira audiência será realizada em 28 de outubro.

Outros cristãos na área se esconderam como resultado dessas prisões.
Cristãos sudaneses pedem oração:
a. para que Tajadin Idris Yousef permaneça firme em sua fé, receba orientação e sabedoria do Espírito Santo em toda interação com as autoridades, e que a acusação de apostasia seja eliminada
b. que aqueles que se retrataram tenham o desejo de continuar sua caminhada com Jesus e encontrem maneiras de fazê-lo
c. que os responsáveis pela intimidação dos crentes conheçam a convicção do Espírito Santo e o perdão e nova vida oferecidos por Jesus

____________________________

Fonte: Middle East Concern