Escrito em por . Atualizado em 13/11/2019 10:00h.

O padre Hosseb Bedoyan [foto ao lado], da Igreja Católica Armênia na cidade de Qamishli, no nordeste da Síria, foi assassinado na segunda-feira, 11 de novembro, perto da cidade de Deir Ezzour, no leste da Síria.

Fontes da Christian Solidarity Worldwide (CSW), entidade parceira da ANAJURE, confirmaram que o padre Bedoyan estava viajando de Qamishli para Deir Ezzour, com o objetivo de verificar o trabalho de reconstrução de uma igreja católica armênia, destruída pelo Estado Islâmico (ISIS) quando o grupo terrorista tomou a maior parte da cidade em julho de 2014. O padre Bedoyan estava viajando em um carro particular, junto com seu pai e dois diáconos da igreja, quando foram emboscados perto da aldeia de Al-Zirr, nos arredores de Deir Ezzour. O pai do padre Bedoyan também foi morto e os dois diáconos ficaram gravemente feridos.

Este incidente destaca os riscos e insegurança após a recente operação militar turca no nordeste da Síria, que causou o deslocamento de dezenas de milhares de civis, muitos deles cristãos. Desde o início da operação, o ISIS se reagrupou e lançou ataques mortais em diferentes locais.

A situação atual na região, que abriga uma importante comunidade minoritária síria cristã, é altamente instável e imprevisível.

_____________________________________
Com informações da Christian Solidarity Worldwide (CSW)
Por: Redação l ANAJURE