Escrito em por . Atualizado em 22/11/2019 09:16h.

[ANAJURE na PGR – Crédito da foto: Antonio Augusto / PGR]

 

No último dia 19, em Brasília, uma equipe da ANAJURE esteve reunida com o Procurador-geral da República, o Dr. Augusto Aras, para abrir diálogo sobre casos que a entidade tem acompanhado. A ANAJURE esteve representada por seu presidente, Dr. Uziel Santana, a diretora de assuntos parlamentares, Dra. Edna Zilli, junto aos assessores Dr. Tercyo Dutra e Isadora Mendes.

O encontro teve três objetivos:

1) Congratular o Procurador-geral por seu cargo e apresentar o trabalho desenvolvido pela ANAJURE ao longo de dez anos enquanto movimento e sete como instituição, já que esta foi a primeira visita ao Dr. Augusto Aras;

2) Conversar sobre a Representação da ANAJURE encaminhada ao Ministério Público Federal (MPF), visando a realização de investigação dos convênios, programas e contratos firmados entre o Ministério da Saúde do Governo do Brasil, a OPAS – Organização Pan-americana da Saúde e o Governo de Cuba (leia mais aqui).

e 3) Entregar a Nota Pública da ANAJURE, solicitando providências, sobre o caso do Professor Pedro Aguiar, da Universidade Federal Fluminense, que incitou a violência contra evangélicos na Bolívia, por meio do seu twitter (leia mais aqui).

Segundo o presidente da ANAJURE, a reunião foi bastante produtiva e as questões discutidas receberam os devidos encaminhamentos, que serão acompanhados até a fase de resolução. “Conversamos também sobre o papel que podemos desempenhar enquanto pacificadores sociais, neste encontro que foi muito importante para estabelecer laços de cooperação entre a ANAJURE e o MPF, no sentido de sermos parceiros para projetos, programas e atividades que tenham como objetivos o fortalecimento do bem comum e da justiça no Brasil”, disse o Dr. Uziel.