Escrito em por . Atualizado em 24/11/2017 17:00h.

IMG_1407

[Palestra do Dr. Thomas Schimarcher / International Institute for Religious Freedom)

______________________
IMG_1439Na noite desta quinta-feira (16), a Câmara Municipal de Niterói recebeu parlamentares do IPPFoRB (Painel Internacional de Parlamentares para Liberdade Religião ou Crença), que se uniram a convidados especiais da esfera política brasileira, além dos juristas da FIAJC, ADVOCATES International e ANAJURE, para a realização da Consulta Interparlamentar sobre liberdade de religião ou crença, ocorrida nestes dias 16 e 17. O evento faz parte da agenda anual do IPPFoRB, cuja assessoria na América Latina é realizada pelo Dr. Uziel Santana. O Rio de Janeiro foi a sede escolhida para o último encontro regional de 2017, feito paralelamente à XII Convenção Interamericana de Juristas Cristãos (XII CIAJC), ao 4º Encontro Nacional de Juristas Evangélicos (ENAJURE) e ao Concílio Global da Advocates.

Realizado com entrada franca, o evento contou com um público de aproximadamente 130 pessoas, e estavam presentes discutindo sobre liberdade religiosa no Brasil e na América Latina as seguintes autoridades: Bruno Lessa – Vereador de Niterói que recebeu nossa comitiva na Câmara Municipal, Leonardo Quintão – Deputado Federal brasileiro e membro do comitê de liderança do IPPFoRB, Deputado Federal Antônio Jácome – Deputado Federal brasileiro que preside a Comissão que trabalhará o Estatuto Jurídico da Liberdade Religiosa no Brasil, Arolde de Oliveira – Deputado Federal brasileiro, Márcio Pacheco – Deputado Estadual e representante dos Juristas Católicos do RJ, José Inés Castillo (IPPFoRB Representando a Guatemala), Bonner Jiménez (IPPFoRB Representando El Salvador), Wandy Batista (IPPFoRB Representando a República Dominicana), Graciela Fermin (IPPFoRB Representando a República Dominicana) e Edison Broce Urriola (IPPFoRB Representando o Panamá).

IMG_1385

[Parlamentares brasileiros e da América Latina discutindo sobre liberdade religiosa]

Em nome do IPPFoRB, o Deputado Leonardo Quintão explicou que o grupo tem atualmente representação em 53 países com mais de 100 parlamentares. Atuando também em níveis regionais, a expemplo da América Latina, o IPPFoRB tem buscado reunir parlamentares latino-americanos para compartilhar de forma local experiências e examinar maneiras pelas quais é possível agregar pesquisa e oferecer respostas de transformação prática às violações da liberdade religiosa no hemisfério. Clique aqui e reveja a transmissão ao vivo!

IMG_1395

[Ministração de louvor com Asaph Borba]

IMG_1345Asaph Borba, importante ministro de louvor brasileiro, entoou o hino nacional do Brasil no início da solenidade e cantou canções de seu repetório, que foram seguidas por discursos dos parlamentares, que reafirmaram a importância da defesa da liberdade de religião como direito humano fundamental. As autoridades também fizeram referência ao trabalho da ANAJURE no Brasil promovendo e elevando a discussão desse tema no âmbito nacional.

O Dr. Thomas Schimarcher (International Institute for Religious Freedom/Alemanha) palestrou sobre a liberdade religiosa na esfera global, afirmando que a corrupção é um dos maiores obstáculos para que este direito, e os direitos humanos em geral, sejam garantidos. Ele também disse que ter liberdade religiosa implica poder fazer interação, exercendo o direito de praticar a fé de forma pública ou mudar de credo, e que devemos buscar diálogo para que este direito não seja violado. Ele fez ainda um resgate histórico mostrando que desde o início da reforma protestante as liberdades civis fundamentais eram pautas de destaque para os reformadores.

IMG_1481

[Presidente da ANAJURE e FIAJC, Dr.Uziel Santana, com Parlamentares membros do IPPFoRB Latin America]

O coordenador-geral do evento, Dr. Uziel Santana, disse: “estamos gratos à Câmara Municipal de Niterói, que abriu suas portas para o IPPFoRB falar sobre liberdade de religião. É uma imensa alegria poder reunir tantas autoridades do Brasil e do exterior debatendo um tema que constantemente é negligenciado. Com apoio da ANAJURE, FIAJC e Advocates International, pudemos contribuir um pouco mais na defesa deste direito no contexto latino-americano. Seguiremos atuando neste sentido cumprindo nossa missão”.