Escrito em por . Atualizado em 05/06/2017 20:25h.

2017-06-04t154808z_292094882_rc17d07fd730_rtrmadp_3_britain-security_lUJPG7P

[FOTO: Após série de ataques em Londres, flores são deixadas em memória das vitimas – PETER NICHOLLS (REUTERS)]

 

Na noite de sábado (03), a Inglaterra foi vítima de mais um de atentado terrorista por parte do Estado Islâmico, deixando, dessa vez, 7 mortos e 48 feridos.

Uma van que passava pela ponte London Bridge, na cidade de Londres, se lançou sobre a calçada, em zigue-zague, atropelando pedestres. O veículo parou e logo após três homens armados com facas desceram do carro em direção ao Borough Market, um mercado de alimentos cercado de bares e restaurantes. Os terroristas seguiram lançando golpes de facas em quem estivesse no caminho. A ação de terror só foi interrompida após intervenção das forças de segurança que passaram a enfrentar o grupo. Tiros disparados resultaram na morte dos três terroristas.

1490196630_547538_1490197063_noticia_fotograma

[FOTO: Homem ferido recebe socorro na ponte de Westminster, Londres, após ataque em março.  – TOBY MELVILLE (REUTERS) / EPV]

Esse ataque é o terceiro que acontece no Reino Unido, em um período de apenas três meses. No dia 22 de Maio, na saída do show da cantora Ariana Grande, na cidade de Manchester, um homem-bomba matou 22 pessoas e deixou 59 feridas. Já no dia 22 de março, outras 5 pessoas foram mortas em Londres, entre elas o próprio terrorista que avançou seu veículo sobre pedestres, atropelando os que andavam na calçada da ponte de Westminster. Descendo do veículo armado com facas, o mesmo atacou agentes das forças de segurança em frente ao parlamento e foi morto a tiros. Ambos os ataques foram reivindicados pelo Estado Islâmico.

Diante desses acontecimentos, a Frente Parlamentar Mista para Refugiados e Ajuda Humanitária (FPMRAH) juntamente com a Associação Nacional de Juristas Evangélicos (ANAJURE) divulgaram uma nota pública expondo ao Governo Brasileiro e à Comunidade Internacional e, sobre tudo, ao Governo e à população do Reino Unido, suas condolências e repúdio quanto aos últimos ataques ocorridos. Veja a nota aqui.

_______________________
Por: Redação l ANAJURE