Escrito em por . Atualizado em 27/05/2019 12:24h.

Capturar05

 

[Leia o PDF aqui]

A Frente Parlamentar Mista da Liberdade Religiosa, Refugiados e Ajuda Humanitária e a ANAJURE – Associação Nacional de Juristas Evangélicos, por seus respectivos representantes, vem, através do presente expediente, expor ao Governo e à população civil de Burkina Faso, as suas condolências e o seu repúdio com relação aos constantes ataques contra cristãos, em especial o ocorrido no último domingo (26/05), em Toulfé, no norte do país.

De acordo com as autoridades locais, o ataque aconteceu no decorrer de uma missa, pela manhã, quando indivíduos armados entraram na Igreja Católica e começaram a atirar contra os fiéis presentes. Em face de tamanha violência, 4 pessoas morreram e duas ficaram gravemente feridas[1].

Os ataques contra cristãos no país, lamentavelmente, tornaram-se cada vez mais recorrentes. No final de abril, na cidade de Silgadji, homens armados assassinaram um pastor e cinco fiéis em uma igreja protestante; no dia 12 de maio, em Dablo, um sacerdote católico e cinco paroquianos tiveram suas vidas violentamente cerceadas pelos extremistas; dois dias depois (14/05), na cidade de Ouahigouya, quatro pessoas foram assassinadas durante uma procissão católica; os ataques, somados ao ocorrido em Toulfé, já ocasionaram a morte de 20 pessoas.

Até o momento ninguém reivindicou tais ações, no entanto, nota-se que a violência constante contra os cristãos na região norte de Burkina Faso ameaçam subverter as relações tradicionalmente pacíficas entre a maioria muçulmana e os cristãos, que constituem um quarto dos habitantes do país. Segundo as informações, o governo acusou grupos terroristas, em sua maioria jihadistas, que agem no país e na região próxima ao Sahel.

Diante do exposto, condenamos de maneira veemente as ações desses grupos extremistas devido as frequentes violações aos Direitos Humanos e às liberdades civis individuais, mais especificamente o direito à liberdade religiosa, expresso no Artigo 18 da Declaração Universal dos Direitos Humanos. Além disso, observamos com grande apreensão as estratégias criadas por esses grupos, envolvendo, principalmente, a realização de atentados terroristas contra grupos religiosos minoritários em países majoritariamente muçulmanos, com o intuito de fomentar conflitos sectários.

Desta feita, transmitimos nossos sentimentos aos familiares das vítimas e expressamos solidariedade ao Governo e a população de Burkina Faso. Ademais, impetramos ao governo brasileiro que, através do Ministério das Relações Exteriores e de seus representantes diplomáticos naquele país, atue incisivamente com o objetivo de contribuir na busca por meios mais efetivos da promoção da paz e da tolerância religiosa em Burkina Faso.

 

Brasília – DF – Brasil, 27 de Maio de 2019.

 

Deputado Federal Roberto de Lucena

Presidente

Frente Parlamentar Mista da Liberdade Religiosa, Refugiados e Ajuda Humanitária (FPMLRRAH)

 

 

 

Dr. Uziel Santana dos Santos

Presidente

Associação Nacional de Juristas Evangélicos (ANAJURE)

 


[1] https://www.vaticannews.va/pt/igreja/news/2019-05/burkina-faso-novo-ataque-a-uma-igreja-catolica-4-fieis-mortos.html