Escrito em por . Atualizado em 06/03/2013 15:07h.

oração site

* Momento de oração do CDN da ANAJURE e palestrantes do evento.

Realizado em Campina Grande/PB durante a 15ª Consciência Cristã, o I Encontro Nacional de Juristas Evangélicos da ANAJURE teve como uma de suas principais metas evocar temas que proporcionariam reflexão e maiores esclarecimentos, tanto à sociedade quanto aos profissionais do Direito, acerca do cenário atual das Liberdades Civis Fundamentais nos contextos nacional e internacional.

Desde premiação de artigos científicos até debates e conferências, o evento abordou pontos que tratavam dos seguintes temas, dentre outros: como o jurista cristão deve se portar numa sociedade pós-moral e pós-cristã; contribuições do cristianismo para a formação da moderna teoria dos Direitos Humanos; estratégia mundial da Cultura da Morte; liberdade religiosa e de expressão; reforma do Código Penal Brasileiro; e, papel da Advocates International, da Federación Interamericana de Juristas Cristianos e da ANAJURE diante do cenário de perseguição cristã que se avizinha.

Além dos membros do Conselho Diretivo Nacional da ANAJURE, estiveram representadas nos painéis e conferências do Encontro importantes entidades internacionais, como Advocates Internacional (Drª Nina Balmaceda), Federación Interamericana de Juristas Cristianos (Drª Lídia Torralda), Alliance Defending Freedom (Dr. Piero Tozzi), e o importante site pró-vida e pró-família LifeSiteNews, com o jornalista Matthew Hoffman. Convidados especiais, a exemplo do Reverendo Mauro Meister e Dr. Davi Charles também ministraram no encontro.

Ao refletir sobre como lutar pela vida, pela família e pelos valores cristãos na atualidade, os participantes do I ENAJURE puderam observar que é necessário ir além do discurso e exercitar o amor e a justiça através de atos concretos.

Após o encerramento do evento o Dr. Uziel Santana – presidente da ANAJURE – expressou sua satisfação pela realização do ENAJURE: “Tivemos profundos debates e celebramos importantes parcerias. O sentimento é de gratidão ao Senhor e aos tantos e quantos juristas que Ele tem enviado para andarem juntos neste projeto que, cremos, nasceu em Seu coração. Estamos desafiados a avançar, sempre e sempre na dependência DELE.”

Confira abaixo algumas frases que marcaram o evento:

“A atual proposta de reforma do Código Penal Brasileiro inclui profundas violações à dignidade infanto-juvenil, autorizando o abuso e a corrupção a crianças e adolescentes. Não podemos aceitar isso. A mobilização deve começar em cada um de nós.” – Dr. Guilherme Schelb

A podridão dos poderes está relacionada à pobreza dos alvos que assumimos para o Estado (…). Cabe a nós, como profetas de Deus para essa geração, chamar o Estado de volta aos seus limites. A podridão que se vê no Estado é porque em parte ele está assumindo papéis que nunca foram os seus.” – Dr. Davi Charles

“Noções como crueldade e desumanidade nunca deveriam servir de base para a constituição de um sistema penal.” – Rev. Mauro Meister

“Em nosso contexto de secularização e pluralismo cultural, permanece legítimo que apresentemos argumentos de ordem teológica no espaço público. Contudo, na maioria das vezes, se assim procedermos, seremos, de plano, rechaçados. Por isso, precisamos expor as bases racionais do nosso posicionamento, e isso nos é muito tranquilo.” – Dr. Antonio Carlos Junior

“A solução da gravidez indesejada não é o aborto! Devemos educar mulheres e homens para que usem os métodos contraceptivos… E assim evitar a ação abortiva.” –Drª. Lídia Torralba

“Teríamos que ter uma lei que diminuísse a violência, mas sabemos que é impossível acabar totalmente com ela devido à realidade que vivemos. Tenho tolerância ZERO para o abandono de crianças, e ZERO para o aborto, mediante educação preventiva que evite a gravidez indesejada. É também preciso criar leis que favoreçam amparo e suporte emocional às mulheres.” – Drª. Nina Balmaceda

“Temos que ter base espiritual, religiosa e também filosófica para fazer frente a esta Cultura da Morte” – Mattew Hoffman

“Temos que afirmar nossa fé com convicção. Esperamos um período de perseguição e por isso a unidade entre os cristãos é muito importante” – Dr. Piero Tozzi

“Somos mordomos das oportunidades que Deus nos dá, e não podemos voltar atrás” – Dr. Abner Apolinário