Escrito em por . Atualizado em 16/10/2018 16:05h.

Resultado de imagem para bandeira da argelia
Cristãos argelinos pedem oração por quatro cristãos, incluindo três da mesma família, que comparecerão no tribunal em 6 de novembro na província de Bouira, na região de Kabylie.

Esses cristãos são acusados de “incitar um muçulmano a mudar sua religião” (um crime de acordo com o código penal) e “realizar culto religioso em um lugar não autorizado” (contrariando o decreto de 2006 que governa o culto não-muçulmano).

As queixas são baseadas em acusações feitas em julho de 2018 por uma mulher (40 anos) cujo marido (50) havia se convertido ao cristianismo. Ela e membros de sua família prestaram uma queixa contra seu marido cristão e também contra uma família cristã que tentou atenuar o conflito entre a esposa e o marido, acusando-os de “querer pressioná-la a se tornar cristã”. Os réus deveriam comparecer ao tribunal em 9 de outubro, mas a audiência foi adiada para novembro.

Em um caso separado pelo qual o Middle East Concern já havia pedido oração, um cristão de Tizi Ouzou foi acusado de “importação ilegal de material cristão”. O jovem, de 29 anos, retornava de uma visita a um país do Oriente Médio no verão de 2016, e tinha com ele alguns itens, como chaveiros e lenços, com inscrições cristãs. Ele já havia sido julgado e absolvido, mas o promotor decidiu entrar com recurso. Uma nova data de audiência ainda não foi definida.

Os cristãos argelinos pedem oração:
a. para que aqueles que enfrentam acusações conheçam a presença de Jesus e tenham o conforto e orientação do Espírito Santo ao lidarem com o sistema legal
b. que eles sejam absolvidos de todas as acusações
c. que os cristãos na Argélia conheçam a paz, a sabedoria e a orientação do Senhor diante das pressões contínuas
d. que os responsáveis pela intimidação dos cristãos sejam convencidos pelo Espírito Santo e recebam o perdão e a nova vida oferecidos por Jesus
e. por leis justas e maior tolerância social na Argélia em relação aos cristãos

__________________________

Tradução: Middle East Concern