Escrito em por . Atualizado em 23/09/2019 21:40h.

Na última quinta-feira (19), o presidente da ANAJURE, Dr. Uziel Santana, esteve em reunião solene com os Embaixadores dos Países Árabes. Na pauta, foram tratados assuntos de extrema importância para todos os presentes, a Tolerância e Liberdade Religiosa. O tema faz parte das ações promovidas pelos Emirados Árabes Unidos, referente ao Ano da Tolerância, apoiado pela ANAJURE. 

Ao longo dos anos, a ANAJURE tem construído boas relações diplomáticas com autoridades de países do Médio Oriente e Norte da África, como Irã, Síria, Líbano, Jordânia, dentre outros; recentemente, inclusive, participou da sessão solene na Câmara dos Deputados que homenageou o Ano da Tolerância. A proposta de criação de um ano especial para celebrar e promover o tema ganhou forte visibilidade internacional e foi implementada no Brasil por meio da articulação da ANAJURE com o Presidente da Frente Parlamentar Mista pela Liberdade Religiosa, Refugiados e Ajuda Humanitária (FPMLRRAH), Deputado Federal Roberto de Lucena.

Esta foi a segunda oportunidade que a ANAJURE, juntamente com a FPMLRRAH, se reuniu com os representantes diplomáticos dos países do MENA – a saber, Líbia, Jordânia, Iraque, Liga Árabe, Arábia Saudita, Bahrein, Kuaite, Catar, Sudão, Omã, Emirados Árabes, Tunísia, Marrocos, Mauritânia, Egito, Argélia, Líbano e Palestina. Foi fixado o objetivo de desenvolver um grupo de trabalho para promoção da liberdade religiosa. A expectativa, através dessa iniciativa, é de que sejam realizados encontros, seminários e outros eventos que contem com a participação de líderes evangélicos, embaixadores e representantes dos países mencionados, a fim de que medidas relacionadas ao tema da liberdade religiosa, tais como, a busca pela paz e a luta contra o terrorismo, sejam realizados.

Destes eventos será construída uma agenda de diálogo e respeito entre os envolvidos. Por meio da união de esforços entre os países do MENA e a sociedade civil, sobretudo as instituições evangélicas, os casos de perseguição religiosa, terrorismo e outras ações que intentam contra a dignidade humana sejam minoradas e devidamente punidas, conforme estabelecem os diplomas internacionais de proteção aos Direitos Humanos.

Sobre a reunião com os embaixadores, o Dr. Uziel Santana ressaltou que “É importantíssima uma união internacional de forças em prol das Liberdades Civis Fundamentais, para que sejam cessados todos os atos de perseguição e intolerância religiosa.Nesse sentido, a ANAJURE se sente privilegiada em puder, cada vez mais, aprofundar um diálogo franco e relações amistosas com os países do chamado MENA [Médio Oriente e Norte da África], fortalecendo os vínculos de amizade e paz entre o Brasil e essas nações”.