Escrito em por . Atualizado em 30/10/2017 11:19h.

 

nota. somália

______

A Frente Parlamentar Mista para Refugiados e Ajuda Humanitária e a ANAJURE – Associação Nacional de Juristas Evangélicos, por seus respectivos representantes, vem, através do presente expediente, expor ao Governo Brasileiro, à Comunidade Internacional e, sobretudo, ao Governo e à população civil da República Federal da Somália, as suas condolências e o seu repúdio com relação ao que adiante se explicita:

1) De acordo com fontes internacionais, no último sábado (14/10), um atentado terrorista em Mogadízio, capital da Somália, deixou mais de 300 feridos e um número ainda desconhecido de mortos [1]. Segundo autoridades locais, na manhã desta segunda-feira (16/10), o número já é superior a 300 pessoas, porém tende a aumentar ainda mais, uma vez que muitas pessoas ainda estão desaparecidas [2].

2) O atentando é considerado por especialistas como o mais grave que já ocorreu no país e um dos piores da história mundial. A explosão foi causada por um caminhã-bomba em uma área movimentada da capital, próximo ao prédio do Ministério das Relações Exteriores da Somália. A sua capacidade de destruição, no entanto, foi maximizada pela explosão de um caminhão de combustível que passava próximo ao local.

3) Até agora, nenhuma organização terrorista assumiu a autoria do ataque. Entretanto, acredita-se que a ação tenha sido realizada pelo grupo terrorista islâmico Al-Shabaab. O grupo jurou lealdade à Al-Qaeda em 2012 e, no início deste ano, prometeu realizar mais atentados terroristas na Somália. Porém, é comum não reconhecer os ataques a fim de não perder apoio da população local [3].

4) A Somália é atualmente considerada um “Estado falido” e desde 1991, com a deposição do autocrata Mohamed Siad Barre, não dispõe de um governo efetivo. Apesar da existência de um governo provisório recentemente estabelecido no país, grandes áreas da Somália ainda são controladas por senhores de guerras, milícias armadas e grupos terroristas islâmicos, como o Al-Shaabab.

5) Desse modo, lamentamos profundamente os acontecimentos recentes na Somália e oferecemos as nossas condolências e sentimentos ao Governo Somali, bem como aos familiares e amigos das vítimas. Aproveitamos a ocasião para ressaltar o aumento da atividade de grupos terroristas baseados em versões radicais do Islã e a ameaça que os mesmos representam à ordem e justiça no cenário internacional. Logo, chamamos a atenção do Brasil e da comunidade internacional como um todo para continuarem a combater o terrorismo e a buscarem meios mais efetivos de promoverem a paz e a tolerância religiosa.

6) Ao mesmo tempo, parabenizamos ao Governo Brasileiro que, por meio do Ministério das Relações Exteriores, manifestou-se repudiando os atentados recentes. O Brasil é um país diverso e multicultural, no qual todos os credos e matizes religiosos têm o seu direito à liberdade religiosa assegurados por lei, por isso é imprescindível que busque promover essa tolerância também em âmbito internacional e se envolva de modo mais eficaz no combate ao terrorismo, sobretudo diante dos fatos recentes.

Brasília- DF– Brasil, 16 de outubro de 2017.

Deputado Federal Leonardo Quintão
Presidente
Frente Parlamentar Mista para Refugiados e Ajuda Humanitária

 

Dr. Uziel Santana dos Santos
Presidente
Associação Nacional de Juristas Evangélicos –(ANAJURE)

Diretor
Frente Parlamentar Mista para Refugiados e Ajuda Humanitária

_________
[1] THE GUARDIAN. Mogadishu truck bomb: 500 casualties in Somalia’s worst terrorist attack. 16 de outubro de 2017. Disponível em: < https://www.theguardian.com/world/2017/oct/15/truck-bomb-mogadishu-kills-people-somalia>.

[2] TERRA. Número de mortos em pior ataque na Somália passa de 300. Disponível em: https://www.terra.com.br/noticias/mundo/africa/numero-de-mortos-em-pior-ataque-na-somalia-passa-de-300,26f65da80399d4bfd46ca115144448d517fko9no.html.

[3] UOL NOTÍCIAS. Número de mortos nos atentados na Somália sobe para 276. Disponível em: https://noticias.uol.com.br/internacional/ultimas-noticias/2017/10/16/subiu-para-276-o-numero-de-mortos-no-atentado-com-caminhoes-bomba-na-somalia.htm?cmpid=copiaecola.