Escrito em por . Atualizado em 21/03/2014 16:49h.

"A religião faz parte da personalidade da pessoa. Não é como um carro que você pode restringir arbitrariamente a sua utilização." Dr. Thomas Shirrmacher

Thomas site 3

O I Congresso Internacional da ANAJURE sobre Liberdades Civis Fundamentais foi encerrado no final da tarde de hoje, no auditório do Superior Tribunal de Justiça, em Brasília.

Dando continuidade à programação iniciada nesta manhã, o Dr. Thomas Shirrmacher (Conselheiro da Primeira-ministra alemã Angela Merkel, Reitor do Seminário Martin Bucer, e Diretor Executivo do International Institute for Religious Freedom – Alemanha) falou sobre os temas: 'A Situação da Liberdade Religiosa no mundo: por que este direito é importante? E quais os resultados e consequências sociais da não-observância ou repressão deste direito' e 'Razões para a promoção e defesa da Liberdade Religiosa: Por que a liberdade religiosa deve ser parte das políticas públicas nacionais e internacionais? Por que a liberdade religiosa ajuda a construir uma sociedade pacífica? E por que a liberdade religiosa é do interesse de pessoas não-religiosas?'.

Ao analisar a situação dos países islâmicos na atualidade, Thomas Shirrmacher afirmou que para proteger minorias religiosas, com relação à liberdade de expressão, a solução não é o uso da força ou a opressão, mas a harmonização, pois onde existe opressão são as minorias  que sofrem arduamente por conta das constantes guerras civis. 

Ao falar sobre o Brasil, em termos de liberdade religiosa, o palestrante afirmou que a liberdade que se tem aqui atualmente é apropriada.

O Dr. Thomas ressalotu que o exercício do Cristianismo implica em manifestar-se sobre o que é correto ou incorreto, e que o cristão em nenhuma hipótese deve infrigir os direitos humanos."Professamos uma religião, mas não é para que o Estado a acolha como a melhor e abandone grupos minoritários, que acabam entrando em conflitos quando isto ocorre. Professamos uma religião e é preciso que ela seja aceita, e que haja uma harmonia civil".

Em agradecimento após o evento, o presidente da ANAJURE, Dr. Uziel Santana, afirmou: "Missão cumprida em Brasília, graças a Deus. ANAJURE tentou cumprir sua missão institucional em defesa das liberdades civis fundamentais dialogando, propondo e defendendo causas republicanas junto aos poderes públicos, sociedade civil e academia. Foi isso que tentamos fazer nas reuniões no Palácio do Planalto, Congresso Nacional e no STF/STJ. Seguimos agora para São Paulo para fazer o mesmo em Seminário na Universidade Mackenzie. Que o Senhor nos abençoe."

A ANAJURE informa que em breve os vídeos das palestras serão disponibilizados na íntegra.

______________________________
Por: ANAJURE l Press Officer – Wanda Galvão